Segunda-feira, 23 de Outubro de 2017

(42)9993-1510

Tempo Agora
No Ar


Nenhuma programação cadastrada
para esse horário




Enquete
Qual o período você mais a Rádio?

 Madrugada?
 Manhã?
 Tarde?
 Noite?

Publicidade Lateral
Top Música
1
Ele Não Merece A Gente  - Naiara Azevedopart. Paula Mattos
Ele Não Merece A Gente
Naiara Azevedopart. Paula Mattos
2
Acordando o Prédio  - Luan Santana
Acordando o Prédio
Luan Santana
3
VIDINHA DE BALADA - Henrique e Juliano
VIDINHA DE BALADA
Henrique e Juliano
4
Amante Não Tem Lar - Marília Mendonça
Amante Não Tem Lar
Marília Mendonça
5
Te Assumi Pro Brasil - Matheus & Kauan
Te Assumi Pro Brasil
Matheus & Kauan
Estatísticas
Visitas: 314068 Usuários Online: 76


Paraná

Publicada em 19/09/17 as 00:00h - 8 visualizações
Vereadores de Curitiba aprovam, em primeira discussão, cobrança da taxa de lixo separada do IPTU
Medida deve aumentar o número de pessoas que pagarão pela coleta de lixo. Projeto faz parte do pacote de ajuste fiscal apresentado pelo prefeito Rafael Greca (PMN).

Web Radio Pinare


 (Foto: Web Radio Pinare)

Os vereadores de Curitiba aprovaram, em primeira discussão, nesta segunda-feira (18), o projeto de lei que propõe que o pagamento da taxa de lixo seja desvinculado do valor do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU). A proposta faz parte do pacote de ajuste fiscal apresentado pelo prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN).

Caso a proposta seja aprovada em definitivo pelos parlamentares e sancionada por Greca, os donos de imóveis isentos de IPTU passarão a pagar pela taxa de lixo.

O objetivo da mudança, de acordo com a administração municipal, é equilibrar as contas, diante de um déficit orçamentário de R$ 2,1 bilhões.

A previsão para este ano, sem a mudança, é de que a cidade arrecade R$ 136,4 milhões com a taxa de lixo, de acordo com a prefeitura. Já com a desvinculação, o valor estimado para o próximo ano passaria para R$ 220,5 milhões.

Se aprovado o projeto, segundo a Câmara, a taxa separada da coleta de lixo deve ser de R$ 275,40 para imóveis residenciais e R$ 471,60 aos imóveis não residenciais, mesmos valores aplicados atualmente, junto ao IPTU.

De acordo com a Câmara, o projeto recebeu 31 votos favoráveis e dois contrários. A segunda votação está prevista para esta terça-feira (19).




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Parceiros
RÁDIOS BR

Baixe nosso Aplicativo WEB RÁDIO PINARÉ
Copyright (c) 2017 - Web Radio Pinare - Todos os direitos reservados