(42)9993-1510

NO AR

Experiencia de Deus

Com AO VIVO

Mundo

'Estão estocando até baterias de celular', diz secretário do DF em viagem à Flórida

Publicada em 10/09/17 as 18:25h por Web Radio Pinare - 72 visualizações


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Web Radio Pinare)
Em viagem aos Estados Unidos para o casamento de um primo, o secretário de Trabalho do Distrito Federal, Thiago Jarjour, diz enfrentar uma luta nos últimos dias para comprar água, alimentos, gasolina e até aparelhos eletrônicos. Hospedado em Jacksonville - a maior cidade da Flórida -, ele falou ao G1 sobre as dificuldades com a aproximação do furacão Irma.

"Tá uma loucura. No fim do dia, ontem, a gente tentou ir ao shopping comprar besteiras, roupas... Tudo fechado. Tudo com madeirite nas portas, loja da Apple lacrada", conta Jarjour.

"Eu e meu pai queríamos comprar um powerbank, uma bateria externa de celular boa. Fomos na BestBuy, e a prateleira limpa, porque o pessoal tem medo de ficar sem energia. Tá uma loucura, isso aqui."

A família chegou a Orlando - no centro da Flórida - na manhã de quinta-feira (7), quando o furacão Irma ainda passava pelas ilhas da República Dominicana e do Haiti. De carro, Jarjour seguiu para Jacksonville, no norte do estado, onde o Irma deve chegar no fim deste domingo (10).

"Aqui, a gente começou a ter a dimensão da preocupação das pessoas com os furacões. Postos de gasolina sem combustível, fila para abastecer, uma dificuldade tremenda de achar água. Demos sorte de encontrar num supermercado, e compramos 4 pacotes de 24 garrafas de 500 ml", conta.


Além da água, a família precisou estocar pão, queijo e alguns outros suprimentos básicos, porque havia a expectativa de que eles passassem até dois dias "enclausurados" no hotel. O furacão Irma chegou ao Sul da Flórida classificado como "categoria 3", e deve perder força até atingir o norte do estado.

Enquanto falava com o G1, por volta das 14h30 deste domingo (no horário de Brasília; 15h30, na Flórida), Thiago Jarjour se preparava para uma última "expedição" em área externa.

"A expectativa é de que o Irma chegue aqui nessa madrugada, de domingo para segunda, então a gente ainda consegue visitar um ou dois familiares. Mas no início da noite, a orientação é para ficar quieto em casa."

Rastro de destruição

Até o início da tarde, a passagem do furacão Irma já tinha deixado 1,69 milhão de pessoas sem eletricidade na Flórida, e causado a saída de outras 6,3 milhões do estado norte-americano. Segundo as autoridades, 24 pessoas morreram no Caribe, e outras três, nos Estados Unidos em decorrência do fenômeno.

Pouco antes das 16h, o Serviço Nacional de Meteorologia dos EUA informou que ao menos seis tornados tocaram o solo no leste da Flórida na última hora. Pelo menos um deles estava perto do aeroporto de Fort Lauderdale.

Mesmo rebaixado para a categoria 3 de furacões, após ter atingido o número máximo da escala (5) durante a passagem pelo Caribe, o Irma ainda registra ventos máximos sustentados de 195 km/h, de acordo com o Centro Nacional de Furacões dos EUA.








Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Enquete
Qual é o maior problema do Brasil?

 Os políticos?
 O povo?
 As leis?







.

LIGUE E PARTICIPE

Visitas: 450689
Usuários Online: 25
Copyright (c) 2018 - Web Rádio Pinaré- Cruz Machado Paraná - Baixe nosso Aplicativo WEB RÁDIO PINARÉ